Nós existimos: Tanita Allen conta a sua luta para ter acesso a testes genéticos nos Estados Unidos

No seu livro de memórias "We Exist" (Nós Existimos), Tanita Allen conta a dificuldade que teve em que os seus sintomas fossem corretamente diagnosticados como doença de Huntington. Foi várias vezes mal diagnosticada porque os médicos se recusaram a considerar que os afro-americanos também podiam herdar o gene mutante. No seu livro de memórias, Allen embarca numa poderosa exploração de Ler mais...

Ideias da Comunidade HD: Conhecimento, empatia e encorajamento - A Conferência da EHA inspirou-me

Quase exatamente 18 meses depois de me ter sido diagnosticada a doença de Huntington, embarquei na viagem para a Conferência Europeia de Huntington, na Bélgica. Os dias em Blankenberge tornaram-se numa experiência informativa e, por vezes, avassaladora para mim. Comunidade, compaixão e capacitação - estes termos descrevem, grosso modo, as minhas memórias daqueles dias. Ler mais...

pt_PTPortuguese

Iniciar sessão

Saltar para o conteúdo